Skip to content

Cinema brasileiro esquenta inverno sueco

14/10/2010

Com direito a caipirinha e cerveja, começa na noite desta sexta-feira, 15, a maior festa do cinema brasileiro na Suécia, o festival BrasilCine2010. Realizada há cinco anos em Estocolmo, a mostra apresenta ao público a atual produção cinematográfica brasileira com filmes oriundos de várias regiões do país, sem se prender ao eixo Rio-São Paulo. A ideia é oferecer imagens de um outro Brasil, de relações humanas e culturas diversificadas além do estereótipo da violência e da favela carioca. Este ano, o longa Viajo porque Preciso, Volto porque Te Amo, dirigido por Marcelo Gomes e Karim Aïnouz, é um dos destaques. O filme foi selecionado para Festival de Veneza e premiado em Havana. A revista Variety o classificou como uma obra “transcendente”.

O road movie Viajo porque Preciso, Volto porque Te Amo conta a história do geólogo José Renato, que atravessa o Sertão nordestino, cuja paisagem de desolação e aridez parece penetrar na alma do personagem por meio da saudade da ex-mulher e da vontade de voltar pra casa. Esperando que essa viagem modifique seus sentimentos, ele insiste em sua travessia, como se o desafio da distância e da desolação, da superação de si mesmo, possam fazer com que nada seja como antes.

Roteirista do premiado Cinema, Aspirinas e Urubus (Cannes, 2005), de Marcelo Gomes, e diretora de Madame Satã e O Céu de Suely, Karim Aïnouz é um dos grandes nomes de um cinema brasileiro revigorante, corajoso, intuitivo, focado não em enredo de ficção mas em histórias de vidas humanas. (Leia aqui uma entrevista fascinante com o cineasta Karim Aïnouz.) Também integra a programação de longas Olhos Azuis, de José Joffily, que trata de relações de poder e culpa por trás de ações preconceituosas por meio da história de um policial da imigração americana, que viaja ao Brasil tentar acertar as contas com o passado.

O BrasilCine homenageia a diretora brasileira Lúcia Murat, exibindo os seus três últimos longas, ainda inéditos na Suécia: Maré, Nossa História de Amor, um musical — selecionado para o Festival de Berlim — que se passa em uma periferia do Rio de Janeiro, cenário de tráfico e violência, mas também de dança, música e esperança; Olhar Estrangeiro, filme de abertura do festival, um divertido documentário que analisa filmes americanos e europeus que se passam no Brasil, eivados de preconceitos e estereótipos; e Brava Gente Brasileira, que traz o tema da colonização do Brasil por Portugal e os conflitos entre colonizadores e índios. O BrasilCine apresenta ainda o documentário Depois de Ontem, Antes de Amanhã que revela a luta pela sobrevivência, as angústias e alegrias na vida de três personagens no interior de Pernambuco.

Três filmes do Rio Grande do Sul completam a mostra escandinava. O documentário Walachai, de Rejane Zilles, revela uma comunidade rural de descendentes de alemães “perdida no tempo”, onde ainda se fala o idioma alemão, não o Hochdeutsche, mas um dialeto transmitido através das gerações. Os curtas gaúchos Maresia, de Christian Schneider e Natália Paiva, e Enciclopédia, de Bruno Gulaerte Barreto, serão exibidos com outros 10 filmes de várias partes do Brasil.

O BrasilCine foi criado em 2005 na cidade de Göteborg. A demanda por filmes brasileiros foi intensa e no ano seguinte Estocolmo foi incluída no roteiro. O BrasilCine Estocolmo é organizado pela Associação para Cultura Sueca e Brasileira, que tem o objetivo de divulgar a cultura brasileira na Suécia e a cultura sueca no Brasil. A organização cumpre uma importante missão intercultural, especialmente no setor de intercâmbio cinematográfico Brasil-Escandinávia, tão carente de iniciativas tanto privadas quanto governamentais. Em Porto Alegre, estou tentando viabilizar há mais de dois anos uma mostra escandinava contemporânea, ainda sem respostas definitivas; também já enviei para o Svenska Filminstitutet uma dezena de filmes realizados no Rio Grande do Sul, uma ação de cunho pessoal que oxalá poderá render aos realizadores gaúchos frutos futuros, tal como já é realidade a mostra BrasilCine. Os ganhos são mútuos com eventos como esse. Porém, para tanto, o apoio de instituições interculturais e governamentais, como consulados e embaixadas, são cruciais. Tenho esperança de que o suporte a ações de promoção do cinema entre Brasil e países nórdicos receba mais atenção e seja cada vez mais abrangente.

Anúncios
5 Comentários leave one →
  1. 29/10/2010 08:00

    Oi Simone,

    encontrei seu blog a partir de uma postagem sua no grupo da LiHS (Liga Humanista Secular)
    como sou cinéfila, resolvi dar uma olhada, e realmente me apaixonei pelo seu blog, e ainda mais por cinema, ainda mais um cinema que para mim é pouco conhecido, no caso o cinema escadinavo….
    Parabéns pelo blog, e saiba que ganhaste mais uma leitora assídua…mil bjinhus

    • 04/02/2011 22:31

      Fico honrada, Ábia. Bem-vinda.
      O blog deve ficar mais bonito e mais movimentado em 2011.
      Volte sempre!
      Beijos!

  2. Grace permalink
    16/10/2010 18:22

    Parabenizo pela iniciativa em criar o BrasilCine na Su’ecia.. ‘e importante divulgarmos nossa cultura, habitos, tradi’coes..sou gaucha e descendente de italianos, moro em Portugal e ser’a um prazer enorme ir prestigiar esta mostra em Estocolmo. Abra’co.

  3. 16/10/2010 11:35

    Olá Simone,

    Muito legal sua matéria, a melhor que li sobre o festival até agora.

    Só um detalhe, o link que você colocou para a Associação para Cultura Sueca e Brasileira está direcionando para uma outra Associação.

    A Associação para Cultura Sueca e Brasileira, organizadora do Brasilcine, está sem website no momento.

    Você pode colocar o link para o site do festival: http://www.brasilcine.se.

    Um abraço,

    Rafael Franco
    Assessor de Imprensa – Brasilcine

  4. 15/10/2010 19:27

    Ariela, gostei da matéria. Desconhecia essa brasileira cena sueca. Fiquei curioso para assistir o longa do Aïnouz. Aprecio delírios psicológicos imersos na geografia, um modo poético de relacionar indivíduo e sociedade. Beijo, Jorge.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: